mão com 5 itens a serem avaliados no erp

5 itens a serem avaliados antes da compra do seu ERP:

Muitas empresas optam por escolher um ERP por diversos motivos: buscar atualização tecnológica, integração de todos os setores da empresa, busca pelas melhores práticas de negócios para a sua empresa, dentre outros.

Mas a escolha de um ERP não é simples. Há uma série de itens importantes a serem levados em consideração e, por isso, conversamos com a nossa VP Lisiane Rangel, responsável pela diretoria comercial da MPL, e ela elencou 5 desses itens importantes a serem avaliados antes da compra do seu ERP. Confira aqui:

1.Fornecedor do Software – Escolha uma referência no mercado, não apenas um fornecedor.

Esse item é bastante importante. Procure uma empresa que tenha credibilidade no mercado, referências e que invista em pesquisa e desenvolvimento do produto. Além disso, ter um fornecedor que tenha produtos complementares ao ERP também é uma vantagem, pois possibilitará a adoção no futuro de outras ferramentas que se integrem mais facilmente ao ERP escolhido.

2.Produtos – As 3 vertentes ESSENCIAIS para se ter sucesso com um ERP:

A) Tecnologia: Procure sempre por um produto moderno, com o máximo de tecnologia possível. Verifique se a linguagem de programação utilizada no desenvolvimento do ERP é tecnologicamente moderna. Alguns ERPs do mercado utilizam linguagens ultrapassadas, que restringem o desempenho e aumentam os custos. O ideal é que o ERP seja compatível com diversas plataformas tecnológicas, sistemas operacionais e bancos de dados de mercado. Outro ponto importante é que o produto ofereça também uma interface gráfica agradável e intuitiva. Analisar se o ERP possui a possibilidade de uso de tecnologias móveis é um diferencial importantíssimo. Isso trará maior produtividade para os usuários (o que é um dos objetivos principais de um ERP) e permitirá uma facilidade de integração com outras aplicações.

B) Flexibilidade: Observe se o produto é parametrizável, pois quanto mais flexível, maior será a economia da sua empresa, caso queira modificar algum processo no futuro.

C) Funcionalidades: Verifique se o software atende aos processos da sua empresa. Para comprar bem, é preciso saber as necessidades dos usuários e verificar se o software tem aderência. Caso não tenha tempo para isso ou não tenha os processos definidos, procure referências de empresas que tenham a operação semelhante à da sua empresa. Pesquise se as funcionalidades necessárias para atender as expectativas de sua empresa estão realmente presentes no sistema ofertado. Deficiências técnicas e inadequação do software, em alguns negócios, são sanadas com custos adicionais para o cliente, o que nunca é bom.

3.Qualidade do suporte – Entendendo as necessidades de cada cliente.

Tanto a consultoria quanto a fornecedora do software precisam ter um modelo de suporte estruturado e com respostas rápidas. Ter profissionais qualificados, que desempenham multitarefas, e já estão familiarizados com muitos ambientes e segmentos de empresas, é uma prioridade para o funcionamento de 100% do seu ERP. O suporte deve resolver de uma forma prática e rápida qualquer problema ou dúvida que aparecer, sempre entendendo as necessidades e limitações de cada cliente.

4.Consultoria – Uma parceria por anos.

É importante escolher uma consultoria que proponha uma parceria com o cliente e não apenas o fornecimento de um serviço. Ter uma equipe multidisciplinar estruturada e experiente para suportar o projeto durante a implementação e após a entrada em produção, é um item a se analisar como diferencial. A consultoria será sua parceira durante muito tempo, portanto, precisa também ter tradição no mercado, experiência em implementações completas e certificações de suas capacidades técnicas.

5.Qualidade da proposta – O que é oferecido para a Implementação correta.

Neste item final trataremos sobre a qualidade da proposta. Observe se a proposta colocada no escopo está bem detalhada, assim como as premissas, metodologia de gerenciamento e responsabilidades de cada parte. Ela será a base para o sucesso do seu projeto, portanto, não pode faltar nenhum detalhe. Entender bem o escopo, as responsabilidades  de ambas as partes e o que está sendo esperado do ERP são alguns dos fatores necessários para uma implementação correta e ágil.

Observando os itens acima, a sua chance de sucesso aumentará muito. Não esqueça de considerar a Oracle e MPL na sua avaliação. Essa dupla já tem inúmeros cases de sucesso.

Lisiane Rangel. -VP

702, 2017

Gestão da cadeia de suprimentos – Como inovar para sua Indústria.

fevereiro 7th, 2017|0 Comments

De acordo com indicadores e estudos realizados recentemente, as indústrias de manufatura vem investindo fortemente na criação de novos produtos, como instrumento de manutenção da competitividade.

O processo, desde a concepção até sua disponibilização do mercado […]

2501, 2017

Versão da NF-E 4.0 será homologada em 2017.

janeiro 25th, 2017|0 Comments

A NF-E 4.0 será uma atualização feita diante às necessidade de alterações constantes que acabam se acumulando, e demandando uma nova versão nacional.

Isso acontece por quê a Secretaria da Fazenda traça, de tempos em tempos, pequenas […]

1111, 2016

Quem consegue viver sem a utilização de planilhas hoje em dia?

novembro 11th, 2016|0 Comments

Viver sem planilhas é praticamente impossível na gestão de processos de negócios. A maioria das empresas responderia que a ferramenta mais essencial para montagem e desenvolvimento de dados é o EXCEL.

Como muitos negócios se utilizam […]

311, 2016

ERP CLOUD – Vantagens e Diferenças para o On-premise.

novembro 3rd, 2016|0 Comments

É um longo caminho até que essa escolha seja feita, mas entender que cada ERP tem desvantagens/vantagens específicas para cada caso, direciona para a melhor decisão para os seus processos de negócio.

Decidir qual ERP é […]